Vamos falar de sexualidade

A sexualidade ainda é um grande tabu na nossa cultura. Mas é necessário falar sobre esse tabu, porque o desconhecimento sobre esse assunto só ajuda a perpetuar o sofrimento que milhares de pessoas vivem todos os dias. A sexualidade humana se manifesta de várias formas. Pra podermos falar sobre ela, é importante primeiro saber a diferença entre sexo, gênero, identidade de gênero e orientação sexual.

O sexo é a parte biológica e se divide em macho, fêmea e inter sexo. Ele é definido pelos seus cromossomos e por características como órgãos reprodutivos internos e externos. Mas mesmo definir o sexo de alguém não é tão simples assim, já que uma pessoa biologicamente inter sexo pode nascer com características sexuais de macho e de fêmea.

Gêneros

teston reclame aquiOs gêneros são as categorias de masculino e feminino que construimos socialmente. Os gêneros englobam todas as práticas arbitrariamente atribuídas às pessoas que nascem com um aparelho genital ou outro. Cada cultura incentiva que as pessoas tenham certos comportamentos, vestuários, profissões e valores de acordo com o gênero atribuído à pessoa quando ela nasceu.

A Identidade de gênero tem a ver com qual gênero você se identifica. Um indivíduo biologicamente macho pode se identificar com o gênero masculino ou com o gênero feminino e uma pessoa biologicamente fêmea também pode se identificar com qualquer um dos dois. Transgêneros são pessoas cuja identidade de gênero ou expressão dessa identidade difere do gênero relacionado com o seu sexo biológico. Um exemplo seria o de uma pessoa biologicamente macho, mas que se identifica com o gênero feminino e se veste ou se comporta de um modo coerente com o gênero feminino. Quando a identidade e expressão de gênero é coerente com o gênero atribuído a uma pessoa, chamamos ela de transgênero. E por último, a orientação sexual descreve por que tipo de pessoa você sente atração afetiva ou sexual. Ela geralmente se divide em orientação heterossexual, homossexual ou bissexual.

Apesar dessas divisões, hoje em dia a orientação sexual é vista mais como um contínuo, variando de um extremo a outro. A orientação sexual de alguém não é necessariamente fixa e pode variar por diferentes razões. Tanto a orientação sexual quanto a identidade de gênero costumam se manifestar desde cedo independente dos pais ou pessoas próximas serem homo ou heterossexuais, transgêneros ou cisgêneros. Todas essas características da sexualidade são determinadas por muitas coisas, como a herança genética passada pelos pais, o funcionamento das glândulas e hormônios do corpo, as primeiras experiências de socialização, a cultura vigente e as suas experiências durante a vida.

A nossa sociedade incentiva algumas orientações e identidades enquanto discrimina outras. Por isso, os pais de uma criança costumam incentivar ou reprimir as manifestações de sexualidade a partir das normas culturais com as quais eles concordam. E isso ocorre muito. Na nossa cultura assim como em muitas outras, homossexuais e pessoas com uma identidade distante do gênero associado ao seu sexo são alvos de discriminação e violência.

Pode ser difícil acreditar, mas até há alguns anos atrás, ter relações sexuais com pessoas do mesmo sexo era um crime em países como a Inglaterra. Na verdade, ainda existem países assim hoje em dia, como a Arábia Saudita e o Irã. O resultado disso é que quem não é heterossexual ou com uma identidade coerente com o gênero relacionado ao seu sexo vive em um mundo muito hostil. E o pior é que isso ocorre por motivos que estão além do controle da pessoa.

O sexo, a orientação sexual e a identidade de gênero não são meras escolhas que fazemos. Uma pessoa pode disfarçar os seus sentimentos ou tentar obedecer a um certo padrão de sexualidade pra ser melhor aceito ou evitar punições. O problema é que isso muitas vezes leva a anos de sofrimento, frustração e até mesmo suicídio. Expressar a própria sexualidade é uma parte fundamental do desenvolvimento psicológico saudável de qualquer pessoa.

Distanciar pode reaproximar

livro casamento de sucessoVocês já deve ter tido alguma experiência com alguma amiga ou com algum parente. Uma prima… Não importa. Em que você ficou assim muito chateada e precisou de um tempo longe para você refletir e também deixar que ela refletisse e depois fizeram as pazes e ficou tudo bem. Às vezes no seu casamento acontece alguma coisa sim. Vocês entram em desacordo e não sabem o que fazer. As vezes a distância pode salvar um casamento.

Aí vocês tentam conversar e piora a situação. Tentam conversar e piora a situação. O”trem” vai virando um bolo… Uma bola de neve, que no fim vocês tem que se separar.

E aí separa. Separa e é o caos. Fica pior ainda. Você não sabe o que faz e tal. Se você não encontrar o ponto de reflexão. O ponto de referência onde tudo começou.

O que que virou aquela bola de neve, às vezes fica muito difícil você resolver aquela questão de uma vez por todas. Mas muitas vezes é nessa separação que é vista como óhhh!!! Credo! Não sei o que… Uma coisa péssima… É aí onde a coisa pode unir de novo. Porque talvez o que você estivesse precisando, e ele também, era de uma distância mínima para cada um reconhecer o próprio limite. Cada um reconhecer o próprio valor. Cada um reconhecer o que é capaz de dar no relacionamento.

E aí muitas vezes eu vejo casais e casais que voltam depois de um tempo separados e aí sim! O
relacionamento se estabiliza. Então não tenha medo e nem fique achando que uma vez que você separou tem que ser uma coisa definitiva para nunca mais. Nada é para nunca mais.

Tudo pode ter uma vantagem muito grande. Às vezes aquela coisa que aparece como um desastre pode ser um grande ganho disfarçado em perda. Você ganha você, ele ganha ele, e vocês ganham o relacionamento. Se você gostou deste artigo e está passando por alguma coisa semelhante compartilhe esse texto e faça uma reflexão sobre sua vida amorosa.

Como surpreender seu amor

comprar livro casamento de sucesso

A rotina é inimiga número um da maioria dos relacionamentos. Ela é de longe um dos motivos que mais faz relacionamentos acabarem. Por isso vou deixar abaixo algumas dicas de como salvar seu relacionamento e surpreender a pessoa que você ama:

  • Faça menos do mesmo: Pare de repetir aqueles lugares que vocês vão sempre. Mude os restaurantes, os parques, os hábitos quando estão juntos.
  • Viaje: Viajar é com certeza uma das melhores maneiras de sair da rotina. Conheça novos lugares, novas culturas e consequentemente novos hábitos.
  • Relembre bons momentos: Após um tempo de relacionamento costumamos esquecer locais que foram importantes para o casal. Tente visitar alguns desses lugares, isso pode esquentar sua relação novamente.
  • Inove no sexo: Fuja da rotina e daquela coisa sem graça na cama. Viste sex shops, novos motéis e tente não combinar para transar. Sair após um jantar, após o trabalho, ou até de repente pode ser uma ótima pedida.

E aí? Já começou a colocar em prática as dicas acima? Lembre-se: só você pode salvar seu relacionamento! Ninguém pode mudar seus hábitos e atitudes por você. Deixa de preguiça, comece agora!

6 Sinais e Sintomas de Intolerância ao Glúten

 livro de receitas sem glutenO glúten é um tipo de proteína encontrada no trigo, centeio e cevada. Se uma pessoa tem intolerância ao glúten ou sensibilidade, esta proteína pode causar vários sintomas incômodos que melhoram quando o glúten é eliminado da dieta.

A intolerância ao glúten às vezes é confundida com a doença celíaca, e os termos são frequentemente usados de forma intercambiável. Embora a intolerância ao glúten seja descrita como uma reação alérgica ao glúten no trato digestivo, a doença celíaca é uma doença autoimune herdada em que o glúten leva à inflamação intestinal e danos em longo prazo para o intestino delgado. Como o glúten é o gatilho comum, os sintomas de sensibilidade ao glúten e os sintomas da doença celíaca são bastante semelhantes. As pessoas intolerantes ao glúten sofrem de uma infinidade de sintomas que aparecem logo após comer uma refeição e vão embora com relativa rapidez.

Às vezes, os sintomas podem durar por vários dias e podem mesmo tornar-se crônicos. Uma vez que não há atualmente nenhum teste para intolerância ao glúten ou sensibilidade, a única maneira de ser diagnosticado é fazer testes para descartar a doença celíaca como a causa dos sintomas.

Sinais e sintomas de intolerância ao glúten

Confira abaixo alguns sinais de pessoas que sofrem com problemas de intolerância:

1. Dores de cabeça recorrentes ou enxaqueca

Se você sentir uma dor de cabeça ou enxaqueca regularmente por algumas horas após comer alimentos que contém glúten, poderia ser um sinal de intolerância ao glúten. Pesquisas mostram que as pessoas que sofrem de doença celíaca, sensibilidade ao glúten ou doença inflamatória intestinal, muitas vezes sofrem de enxaquecas.

Além de glúten, outros alimentos comuns desencadeiam dores de cabeça como o açúcar, chocolate, cafeína, álcool, queijo, carnes processadas e adoçantes artificiais.

2. Problemas gastrointestinais

Pessoas sensíveis ao glúten muitas vezes sofrem de problemas gastrointestinais ao consumir glúten em qualquer forma. Isso pode incluir gases, inchaço, azia, cólicas abdominais, diarreia ou constipação. A doença celíaca também provoca uma ampla gama de sintomas gastrointestinais e os pacientes podem se livrar dos sintomas rapidamente com uma dieta livre de glúten.

Se você tiver problemas gastrointestinais depois de comer qualquer coisa que contenha glúten, consulte o seu médico.

3. Fadiga crônica ou extrema

Fadiga, especialmente depois de comer sua refeição pode ser um sinal de intolerância ao glúten. Em pessoas sensíveis ao glúten, o glúten pode impedir a absorção adequada de nutrientes. Além disso, as pessoas que não estão cientes de sua condição e continuam a comer glúten, podem provocar uma irritação no revestimento intestinal que por sua vez dificulta a absorção de nutrientes adequada.

Devido à falta de absorção adequada de nutrientes, os órgãos do corpo são privados da alimentação de que necessitam. Além disso, comer muito carboidrato simples ao mesmo tempo também pode criar fadiga. Mesmo as alterações hormonais no corpo devido à sensibilidade ao glúten pode causar fadiga.

4. Mudanças emocionais

Pessoas que são sensíveis ao glúten muitas vezes experimentam sintomas de ansiedade e depressão, tais como sentimento de desespero, falta de interesse, baixa energia, ataques de pânico, mudanças de apetite, sentimentos de perda de controle, alterações do sono, raiva e muito mais. Irritabilidade crônica e mudanças de humor repentinas e irracionais também podem ser notadas. Sensibilidade ao glúten faz com que o sistema imunológico ataque seus tecidos, levando a inflamação do sistema nervoso.

Na verdade, o glúten interfere com a absorção do aminoácido triptofano, que é responsável pelos sentimentos de relaxamento. O glúten pode causar depressão em pessoas com sensibilidade ao glúten não celíaca, de acordo com pesquisas uma dieta sem glúten ameniza os sintomas de depressão apesar da continuação dos sintomas gastrointestinais.

5. Problemas de pele

Pessoas que são sensíveis ao glúten podem até sofrer de vários problemas de pele, incluindo eczema, acne, psoríase, queratose pilar e dermatite herpetiforme. Glúten provoca inflamação sob a camada superior da pele, que pode causar erupções cutâneas, coceira, ardor, vermelhidão e até mesmo bolhas dolorosas. Na verdade, a intolerância ao glúten também leva ao excesso de proteína queratina na pele, que não é saudável.

Além disso, como o glúten tem um impacto prejudicial sobre o intestino, pode levar à deficiência de vitamina A no corpo. Esta vitamina é essencial para a pele e cabelos saudáveis.

6. Doenças musculares relacionadas à fibromialgia e a dor

Fibromialgia causa dores musculares agudas e nos ligamentos. A dor grave das articulações e dos músculos pode afetar suas atividades do dia-a-dia. Outros sintomas da fibromialgia incluem distúrbios do sono, fadiga, dormência ou sensação de formigamento e rigidez nas articulações. Glúten pode ser parcialmente a culpa. Glúten pode causar inflamação no corpo, levando a dor.

As pessoas que são sensíveis ao glúten também experimentam dores articulares e musculares, e até formigamento ou dormência em suas mãos e pés. Se você tem fibromialgia, tente eliminar o glúten para ver se sua condição melhora.

Você conhece o Google Rewards?

blackhatHoje eu vou falar para vocês do Google Opinion Rewards. Você conhece? O Google Opinion Rewards é um programa de recompensa do Google. Como é que ele funciona? Você responde pesquisas e ele te dá créditos no Google Play e com esses créditos você consegue baixar livros, assistir filmes e baixar games. É simples! Você pode baixar o aplicativo na Play Store basta procurar por Rewards.

Após baixar o aplicativo você precisará realizar um cadastro e deixar o GPS ou localização do seu smartphone ligada o tempo todo. Com isso, ele vai ver por onde você anda e os parceiros que tem esse tipo de pesquisa.

Então, por exemplo, você chegou perto de um supermercado X, o aplicativo vai te mandar um aviso dizendo: você tem uma nova pesquisa! Na sua tela irão aparecer perguntas simples como: você foi ao supermercado? O que achou do atendimento? Demorou muito? Tinha filas? Há produtos em promoção? Você foi bem atendido? Normalmente são umas 3 perguntinhas, muito fáceis de responder e você ganha créditos no Google Play!

Com os créditos é possível que você compre, alugue e veja filmes. Compre playlists e muito mais. Eu já assisti vários filmes assim! Você consegue alugar ou comprar o filme!

O serviço oferecido pelo Google é gratuito. Porém a pesquisa não aparecerá para todos os estabelecimentos e locais, para participar do programa as empresas devem se cadastrar previamente no sistema do Google.

Porém você precisa saber que o Google acessará seu Histórico de Localização, visto que isso é muito importante para eles. O acesso ao Histórico de Localização faz com que o aplicativo funcione de forma correta. Porém não precisa se preocupar com a sua privacidade, tudo é feito de maneira anônima e nenhuma empresa terá acesso a nenhum dos seus dados pessoais, apenas terão acesso ao número de pessoas que passaram por seu estabelecimento no prazo de X dias.

Segredos para desenvolver a maturidade emocional

Hoje vamos falar mais sobre maturidade emocional antes que seu relacionamento acabe. Tenho certeza que se Você nunca passou por essas situações, você conhece alguma amiga que é assim. Seria tão bom se as coisas fossem só do nosso jeito, né? Mas a gente vai crescendo e vai entendendo que relacionamento não é assim.

Nenhum homem, além do seu pai, vai aguentar tanta imaturidade num relacionamento. Pra continuar agindo assim, Das duas, uma:  ou você fica sozinha e pode até morar numa caverna pra não ter que se relacionar com ninguém, ou namora um capacho que vai fazer todas as suas vontades e não vai ter opinião própria pra nada.

Mas quando você precisar de alguma atitude dele, sem que você precise mandar, você vai se decepcionar, porque homens assim são extremamente passivos, e só reagem aos seus comandos. Se a sua alternativa não for nenhuma das anteriores, e se você quiser colocar em prática ainda hoje.

Dicas para desenvolver sua maturidade

Hoje vamos para os 2 segredos que vão desenvolver sua maturidade emocional e melhorar seu relacionamento.

Segredo número 1: Não imponha suas vontades

Não é batendo de frente com ele que você vai conquistar as coisas. Impor suas ideias cria uma grande resistência da parte dele e isso já impossibilita a conquista do que você quer. É da natureza masculina tomar a frente das coisas e se você tentar assumir esse papel, vai criar um grande bundão ou vai perder o seu amor!

Segredo número 2: Deixe que ele escolha

Ao invés de impor, você pode dar duas opções. Por exemplo, na hora de escolher o jantar, já pense em 2 opções que você gosta. Ele vai fazer o que você quer, e ainda vai achar que foi ele que escolheu! Agora vem cá que eu vou te contar um segredinho particular. Quando eu agia dessa forma, querendo impor tudo, o tempo todo, eu percebi que era uma tentativa de auto afirmação, e além de vivenciar esses segredos que eu acabei de te contar, eu precisei desenvolver o meu amor próprio pra melhorar esse aspecto dos meus relacionamentos.

Por isso eu to preparando o próximo artigo onde vou te contar os segredos pra melhorar seu amor-próprio. Acabei de te contar, além dos outros segredinhos que te ajudam sempre a melhorar o seu relacionamento.